quarta-feira, 18 de abril de 2018

Gatilho, de Carlos Estefan e Pedro Mauro, vai virar uma trilogia

Divulgação

Em 2017, o escritor Carlos Estefan e o desenhista Pedro Mauro lançaram Gatilho, um quadrinho de faroeste inspirado nas obras do cineasta italiano Sergio Leone, tanto no visual quanto no texto.

A história mostra um caçador de recompensas chegando a uma cidade abandonada em busca de justiça. Mas, para conseguir o que quer, precisará enfrentar muito mais do que o homem que procura… terá que exorcizar fantasmas do passado.

Leia aqui o review de Gatilho.

O sucesso já está levando a publicação para a terceira tiragem, e os planos não param por aí.
No podcast Confins do Universo 048 – Era uma vez no Oeste, Pedro Mauro foi um dos convidados da conversa e revelou que a história se tornará uma trilogia.

“Já estamos trabalhando na segunda edição, e a história está praticamente fechada. Vou começar a desenhar daqui a pouco, e está ficando muito legal”, disse. “A trilogia é uma homenagem ao pistoleiro sem nome, e já temos uma ideia de como será a terceira edição.”

A ideia é lançar o segundo volume na CCXP deste ano e, o terceiro, na CCXP de 2019.

Para ouvir o episódio do Confins do Universo sobre quadrinhos de faroeste, clique aqui.


segunda-feira, 16 de abril de 2018

2ª HQ FEST abre inscrições para Quadrinhistas e Editores.


Estão abertas as inscrições para os artistas expositores interessados em participar da 2ª HQ FEST Indaiatuba, que acontecerá no Shopping Parque Mall.

O evento foi agendado para 15 de setembro (sábado), das 9h às 18h, e conta com organização do Estúdio EMT.

A HQ FEST é destinada aos fãs de Quadrinhos (HQs), Comics, Nerd, Geek e Cosplay.
Os interessados em expor seus trabalhos devem reservar suas mesas através do e-mail: estudioemt@gmail.com (19) 98157-3786.

Uma ficha de inscrição será enviada e o artista deverá preenchê-la e enviá-la para ser analisada pelos organizadores.

Na ocasião, serão realizados lançamentos e vendas de revistas e livros HQs, produzidas por quadrinhistas da cidade, região e da capital paulista.

Será um dia inteiro de atividades, tais como palestras, convidados, desfile de cosplays e cosplays kids, exposições e vendas de gibis, além da presença dos melhores artistas brasileiros de HQs da atualidade.

A HQ FEST realizará também debates entre quadrinhistas convidados que serão divulgados posteriormente.

Evento gratuito para os visitantes.

SERVIÇO:
2ª HQ FEST – Indaiatuba
Dia 15 de Setembro das 9 às 18 horas
Local: Shopping Parque Mall
Realização: Estúdio Moacir Torres (EMT)

Lançamento da revista digital Tempo Livre HQ 02


A Editora EMT acaba de lançar a revista digital “Tempo Livre de Quadrinhos 02”, contendo notícias sobre HQs e Zines publicados nas décadas de 1980 e 1990.

A publicação traz dezenas de páginas que foram digitalizadas do fanzine “Tempo Livre”, editado pelo cartunista e escritor Moacir Torres, que circulou durante muitos anos no Brasil.

A revista também traz as principais notícias sobre os movimentos quadrinhísticos da época, bem como informações sobre outros fanzines lançados no período.

A publicação é um instrumento de pesquisa para os fãs das HQs e fanzines.

Para ler a revista acesse:

Serviço:
Revista Digital Tempo Livre de Quadrinhos 02
Autor: Moacir Torres
Editora EMT

sábado, 14 de abril de 2018

Inscrições abertas para o 10º Salão Medplan de Humor



Este ano está completando 10 anos. Dentre as novidade está a criação do  1º Salãozinho Medplan de Humor e a presença do cartunista Dálcio Machado e do iraniano Massoud Shojai, (diretor do site www.irancartoon.com) como jurados. Serão R$ 15 mil reais em prêmios.

1- INSCRIÇÕES: 02 de abril a 18 de junho 2018.
O salão é aberto a todos os artistas gráficos, que podem inscrever trabalhos de sua própria autoria (sujeitando-se os casos de não observância dessa condição ao cancelamento da inscrição ou cassação de prêmios recebidos), que não tenham sido premiados até a data de encerramento das inscrições, 18 de junho, nas modalidades charge e/ ou cartum, caricatura e história em quadrinhos/tirinhas. A história em quadrinhos deverá ter apenas uma página. Se optar pela tirinha o artista poderá colocar até 5 tirinhas na página.
A abertura do salão será dia 29 de julho, com a divulgação dos vencedores. Cada artista poderá se inscrever com o máximo de 5 (cinco) trabalhos no formato 30X40 cm e utilizando qualquer técnica nas três categorias: cartum/charge, caricatura e história em quadrinhos/tirinhas. No verso de cada desenho, ou no e-mail, deverá constar o nome completo do autor, endereço, e-mail, telefone, número de identidade, CPF e de conta bancária. O artista poderá participar enviando seus trabalhos através do site www.medplan.com.br, (com tamanho máximo de 3 megabytes) ou mandando os originais para:

10º Salão Medplan de Humor
Rua Coelho Rodrigues, 1921 – Centro
CEP: 64000-080
Teresina – PI
Outras informações sobre o salão: (86) 99975 2514

1º SALÃOZINHO MEDPLAN DE HUMOR
Podem participar crianças com idade entre 06 e 12 anos. Inscrições: 02 abril a 18 de junho de 2018. O tema do salãozinho é MÃE. Os interessados poderão inscrever até dois trabalhos inéditos no formato máximo de 30 x 40cm; em qualquer técnica e desenvolvidos nas linguagens do cartum, charge, caricatura ou HQ/tiras. O prêmio para o melhor desenho será R$ 600,00 e R$ 400,00 para o segundo colocado. Devem constar no verso do desenho original ou enviado pelo site www.medplan.com.br, o nome da criança, endereço, telefones p/ contato, e-mail, data de nascimento, nome e dados bancários do responsável. Inscrições: http://www.medplan.com.br/salao-de-humor

sábado, 7 de abril de 2018

45 anos de Salão Internacional de Humor tem releitura de charge premiada em sua 1ª edição


Divulgação

Com identidades prontas, a 45ª edição do Salão Internacional de Humor de Piracicaba e 16º Salãozinho de Humor apresentam os cartazes aprovados pelo Conselho Consultivo da mostra que a partir de agora, ilustram todo o material do evento, previsto para abrir no dia 25 de agosto, no Engenho Central. O Salão Internacional de Humor é realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria da Ação Cultural e Turismo (SemacTur) e o Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Divulgação do Humor Gráfico (Cedhu).

Os cartazes criados pela cartunista Laerte Coutinho e Ziraldo, têm abordagens diferenciadas. O Salão de Humor ganhou uma releitura do trabalho premiado na sua 1ª edição, em 1974. A charge atual é composta por um rapaz em julgamento sendo torturado por ser o único a gritar golpe!. “É impressionante como mesmo após mais de 40 anos, a gente volta a se preocupar com a liberdade de expressão”, declarou Laerte Coutinho sobre a sua produção.

O trabalho vencedor de 74 foi inspirado na fábula de Hans Christian Andersen que contava a história de um rei, a quem o costureiro real propôs produzir uma roupa original, porém, imaginária. O monarca apreciando a ideia, mandou que abrissem a porta do palácio para que todos pudessem vê-lo com as suas novas vestes, para surpresa de todos. Os submissos ao sistema aplaudiram, mas um menino disse em alta voz que o rei estava nu. Contrariado, o rei mandou que prendessem o único que disse a verdade.

Para o prefeito Barjas Negri, o salão, assim como em todos os anos, será um grande sucesso. “Prova disso é a sua realização há 45 anos, ininterruptamente, e o número de inscrições que aumenta a cada nova edição”, concluiu.

Segundo o presidente do Salão de Humor, Paulo Caruso, a programação contará com várias paralelas. “Entre as diversas atividades, pretendemos realizar o lançamento do livro de caricaturas que comemora os 85 anos do cartunista Ziraldo; uma mostra com os “papas prêmios” - artistas que sempre são premiados; além de uma exposição interativa, com as charges das transcrições do programa Roda Vida, da TV Cultura”, comentou.

Divulgação

SALÃOZINHO - Já Ziraldo utilizou como ícone de seu cartaz para o 16º Salãozinho de Humor, um menino colorindo um chamado para a mostra de trabalhos infantis. De acordo com o diretor do Cedhu, Erasmo Spadotto, os cartazes que serão encaminhados às escolas públicas e privadas de Piracicaba e região são ferramentas importantes para a divulgação do Salãozinho. “Desenhos e esculturas poderão ser enviados por crianças de sete a 14 anos. Os interessados com 15 anos ou mais, também podem participar com a inscrição dos trabalhos no Salão Internacional de Humor”, explicou.
O regulamento para as inscrições no Salão Internacional de Humor de Piracicaba e Salãozinho de Humor já pode ser acessado no www.http://salaointernacionaldehumor.com.br/.

Fonte: SemacTur


sexta-feira, 6 de abril de 2018

Lançamento - Menino Caranguejo 10 Anos - Chico Lam

Divulgção

O personagem Menino Caranguejo, criado por Chicolam, comemorou dez anos em 2007 e ganhou uma edição especial em capa dura para celebrar a data.

Caranguejo – 10 anos de quadrinhos, 20 anos de história (formato 17 x 25 cm, 144 páginas, capa dura, R$ 40,00) é uma coletânea com as cinco primeiras aventuras do personagem e mais uma sexta inédita que fecha o ciclo de histórias iniciada em 2007. A edição é voltada para o público infantojuvenil.

Em 2006, o Menino Caranguejo já havia ganhado uma edição de luxo reunindo 23 histórias que fizeram parte do projeto Almanaque Ambiental Menino Caranguejo entre 2013 e 2015, focadas no público infantil.

As duas edições foram produzidas e impressas por meio do patrocínio do Mecenato Municial de Incentivo à Cultura de Joinville, de Santa Catarina, e estão à venda no site oficial.

O Menino Caranguejo é um super-herói do manguezal, um garoto que nasceu nesse habitat característico do litoral brasileiro, prejulgado muitas vezes por sua lama, seu cheiro e os animais que lá habitam. Foi nesse mesmo mangue que um menino se tornou um catador de caranguejo e aprendeu a importância do ecossistema para a vida.

Em um acidente, ele caiu no rio e lá foi levado pelas águas até a margem do mangue. Desacordado, fraco e sem poder respirar, acabou sendo socorrido pelos caranguejos que deixaram de lado sua rivalidade e o carregaram até o coração do mangue. Esse mangue lhe doou um suspiro de vida, concedendo ao jovem garoto parte de tudo que o manguezal é e possui.


quinta-feira, 5 de abril de 2018

Pétalas: obra de Gustavo Borges e Cris Peter será lançada nos Estados Unidos

A graphic novel Pétalas, escrita e ilustrada por Gustavo Borges e com cores de Cris Peter, será publicada nos Estados Unidos pela editora BOOM! Studios, no próximo mês de setembro.

Petals, como se chamará a publicação, será uma edição cuja capa dura tem arte inédita (veja abaixo). A história, que não possui texto, mostra uma família de raposas cuja vida é transformada pela chegada de um estranho visitante durante um rigoroso inverno.

O lançamento acontecerá pelo selo KaBOOM!, especializado em obras para todas as idades. Por meio dela, são publicadas séries como Adventure TimePeanutsGarfield e outras.
Petals é um dos lançamentos mais importantes da KaBOOM! neste ano.

Gustavo Borges criou uma bela história que pode ser apreciada por qualquer leitor, com múltiplas camadas que os mais velhos apreciarão e um belo imaginário que agradará aos mais novos”, afirmou Whitney Leopard, editora da BOOM! Studios.

Esta não será a primeira vez que a história ganha publicação no exterior, pois no ano passado saiu em Portugal e na Polônia.

Originalmente, Pétalas saiu no Brasil pela Marsupial Editora, em 2015.


quarta-feira, 4 de abril de 2018

2ª HQ FEST em Indaiatuba será realizada em setembro

Divulgação

Um dos mais importantes eventos de Comics do interior paulista.

No dia 15 de setembro, será realizada a 2ª edição da HQ FEST, no Shopping Parque Mall em Indaiatuba (SP), das 9h às 18h.

A HQ FEST é um dos mais importantes eventos da cultura pop do interior paulista e reúne artistas de histórias em quadrinhos do Brasil, comics e cosplays, entre muitas outras atrações.

Será um dia inteiro de atividades, tais como palestras, convidados, desfile de cosplays e cosplays kids, exposições e vendas de gibis, além da presença dos melhores artistas brasileiros de HQs da atualidade.

A entrada será franca e os visitantes poderão adquirir revistas diretamente dos autores, com direito a autógrafos e fotos.

O cadastro de quadrinhistas e editoras já estão abertos, participe!

Para obter mais informações/cadastro, acesse: estudioemt@gmail.com ou (19) 98157-3786.


SERVIÇO:
2ª HQ FEST – Indaiatuba
Dia 15 de Setembro das 9 às 18 horas
Local: Shopping Parque Mall
Realização: Estúdio Moacir Torres (EMT)

terça-feira, 3 de abril de 2018

Lançamento - Bombeiro Mascarado - Ruan Victor - Universo RZE Comics

Foto: Fábio Guimarães / Agência O Globo

Personagem, batizado de Bombeiro Mascarado, será destaque na primeira publicação do Universo RZE Comics

NITERÓI — Na ficção, o grupo formado por um bombeiro, um ex-combatente da Segunda Guerra Mundial, uma estudante, um soldado e um ninja realiza o sonho do povo brasileiro: juntos, combatem os problemas do Brasil causados por vilões cheios de poder (nem sempre sobrenaturais). A “Liga da Justiça” brasileira foi batizada de Universo RZE Comics, e é liderada pelo Bombeiro Mascarado, personagem criado pelo designer gráfico Ruan Victor. Entusiasta do mundo dos quadrinhos desde o tempo de criança, em São Gonçalo, ele começou a produzir ficção no formato de gibis independentes, há três anos, e já desenvolve projetos para expandir seu trabalho ao lado dos artistas gráficos que integram o grupo.

A criação do Bombeiro Mascarado foi inspirada num momento dramático. Victor presenciou a atuação de bombeiros num incêndio. Admirado, imaginou como seria o trabalho deles se tivessem poderes sobrenaturais. Nasceu então a ideia de uma história em formato de gibi. Ele fez tudo por conta própria, do roteiro aos desenhos e à impressão. O feedback positivo veio como incentivo para que o designer profissionalizasse a criação.

— É difícil viver disso no Brasil, as editoras preferem investir em produções que já são sinônimo de sucesso, que apresentam tramas americanas de heróis com milhões de fãs pelo mundo. É justificável, mas também é importante ter uma representação nacional. Quero fazer algo no nosso país, que é rico em problemas a serem resolvidos. Por que não podemos ter heróis salvando nossas cidades? Só vemos Nova York nas tramas — questiona Victor.

A participação em feiras geeks e a divulgação on-line do seu trabalho permitiram que ele entrasse em contato com pessoas de outros estados, com interesse e personagens semelhantes. Juntos, criaram o Universo RZE Comics, um projeto paralelo aos quadrinhos que narram as aventuras do Bombeiro Mascarado e que reúne todos os personagens numa liga de heróis. A primeira HQ deve ser lançada em breve e está em desenvolvimento um audiovisual para o YouTube.

Sozinho, ele se aproxima da marca dos 700 exemplares vendidos. Sempre focando em narrativas que apresentam críticas sociais, com abordagens a respeito da cena política atual e falando da violência urbana.

— O tema principal é o Brasil, com seus fatos históricos somados a elementos sobrenaturais. O Bombeiro Mascarado precisa salvar as pessoas, ele combate o crime, mas não é um especialista em usar os superpoderes que tem. É bem atrapalhado. Uso isso para fugir do clichê. Ele acaba apanhando muito, mais do que bate — conta Victor, que, porém, sempre garante a vitória do seu super-herói.

Tornar a história interessante e passar uma mensagem que faça o leitor repensar suas atitudes são os pontos cruciais, segundo Victor:

— A edição de maior sucesso aborda um inimigo que tinha o poder de controlar o Aedes aegypti, e assim dengue, chicungunha e zika. Nosso herói precisa derrotá-lo. Tem conscientização na trama. A violência em São Gonçalo e Niterói também está presente constantemente — explica.

Os gibis do Bombeiro Mascarado podem ser adquiridos por meio da página facebook.com/bombeiromascarado ou, presencialmente, em feiras geeks. A próxima será a Gonçageek, dia 15 de abril, a partir das 11h, no Clube Mauá (Avenida Presidente Kennedy 635, no Centro de São Gonçalo).


segunda-feira, 2 de abril de 2018

Catarse - Três volumes de Os Passarinhos - Estevão Ribeiro

Há quase nove anos, Estevão Ribeiro criou os passarinhos Hector e Afonso, rabiscando os personagens numa folha de papel, enquanto aguardava para entrar numa reunião, na qual deveria discutir o roteiro de uma animação.

Dois anos antes do nascimento da plataforma de financiamento Catarse, a primeira coletânea Hector & Afonso – Os Passarinhos foi financiada por 72 leitores do blog homônimo. Eles enviaram a quantia de R$ 9,00 confiando na palavra do autor de que publicaria o material com o nome dos colaboradores nas páginas finais do título, que também teve apoio da Balão Editorial, sendo o título de estreia da editora.

Além desta edição lançada em 2009, outros dois volumes foram publicados: Os Passarinhos e Outros Bichos e Vida de Escritor.

Agora, Estevão apresenta um projeto no Catarse para reimprimir estes três primeiros volumes, com conteúdo extras sobre a produção e um projeto gráfico novo. Para tanto, busca colaboradores – confira aqui as recompensas e como participar.

Fonte: UniversoHQ

sábado, 31 de março de 2018

Cangaço Overdrive, HQ de Zé Wellington e Walter Geovani mistura cyberpunk e cangaço


Em um futuro próximo, o Ceará enfrenta sua maior seca em séculos. Numa terra esquecida pelo governo e dominada pelos interesses dos conglomerados empresariais, um lendário cangaceiro e um impiedoso coronel são reanimados para continuar a peleja que deixaram no passado. Enquanto isso, uma comunidade autogerida tenta manter a independência ao defender sua terra de um ataque da polícia orquestrado por uma grande corporação.

Com narração em forma de cordel e batalhas onde próteses cibernéticas e a conexão absoluta são a realidade, Cangaço Overdrive é o novo quadrinho da Editora Draco, um cyberpunk nordestino com roteiro de Zé Wellington (Quem Matou João Ninguém?, Steampunk Ladies: Vingança a vapor), desenhos de Walter Geovani (Red Sonja, Sala Imaculada) e Luiz Carlos B. Freitas e cores de Dika Araújo (Quimera) e Tiago Barsa (The few and the cursed). Este projeto é apoiado pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado do Ceará – Lei Estadual de Incentivo à Cultura Nº 13.811, de 16 de agosto de 2016.

O quadrinho está em pré-venda com preço promocional e frete grátis para todo Brasil no site da Editora Draco clicando aqui.

Detalhes: Roteiro: Zé Wellington -  Arte: Walter Geovani e Luiz Carlos B. Freitas -  Cores: Dika Araújo, Mariane Gusmão e Tiago Barsa -  ISBN: 978-85-8243-240-2 - Gênero: Cyberpunk, faroeste, aventura - Formato: 17 cm x 24 cm - Páginas: 72 (coloridas) -Ano de publicação: 2018


quinta-feira, 29 de março de 2018

Lançamento - Angola Janga – Uma história de Palmares - Marcelo D’Salete

Editora: Veneta – Edição especial
Autor: Marcelo D’Salete (roteiro e arte).
Preço: R$ 89,90
Número de páginas: 432
Data de lançamento: Novembro de 2018

Sinopse
Angola Janga, “pequena Angola” ou, como dizem os livros de História, Palmares. Por mais de cem anos, foi como um reino africano dentro da América do Sul. E, apesar do nome, não tão pequeno: Macaco, a capital de Angola Janga, tinha população equivalente às das maiores cidades brasileiras da época.
Formada no fim do Século 16, em Pernambuco, a partir dos mocambos criados por fugitivos da escravidão, Angola Janga cresceu, organizou-se e resistiu aos ataques dos militares holandeses e das forças coloniais portuguesas. Tornou-se o grande alvo do ódio dos colonizadores e um símbolo de liberdade para os escravizados. Seu maior líder, Zumbi, virou lenda e inspirou a criação do Dia da Consciência Negra.

Positivo/Negativo
Teoricamente, foram três séculos de escravidão africana no Brasil, um dos últimos países a “abolir” tal regime social de sujeição do negro e exploração da sua força para fins econômicos, como propriedade privada do branco colonizador.

Essa situação repressora e preconceituosa enraizou como erva daninha e ainda pode-se testemunhar as sequelas na sociedade atualmente, por meio de uma série de fatores, dentre eles, a questão da educação.

O abolicionista Joaquim Nabuco (1849-1910) chegou a afirmar que seria preciso sanar, por meio de uma educação viril e séria, essa estagnação de despotismo, superstição e ignorância. Infelizmente, a morosidade também foi refletida na maioria dos livros “assépticos” e distantes da realidade na formação dos brasileiros.

Dito isso, há de se sinalizar a importância de Angola Janga para ser a disseminadora de uma janela vista muitas vezes entreaberta nos ensinamentos. Não como uma “muleta” ou uma “verdade absoluta” (tanto que o subtítulo é “Uma” história de Palmares), mas como uma interpretação baseada em uma pesquisa extensa e minuciosa de 11 anos feita pelo seu autor, Marcelo D’Salete.

E bem longe de ser chata ou pedante, muito pelo contrário. Ao falar da resistência de Palmares – não só como uma “fortaleza” física, mas também como um ideal –, o quadrinhista não perde tempo com uma narrativa truncada ou carregando no didatismo fácil da esmagadora maioria das HQs baseadas em fatos históricos.

No ritmo de uma aventura, D’Salete compõe momentos reflexivos até na “grade” fixa de 9 ou 12 quadros em algumas páginas. Ali, na diagramação, se encontra o cárcere invisível da alusão ao momento. A própria história em quadrinhos servindo de metalinguagem.
Ao mesmo tempo, existe a liberdade poética carregada de simbolismos, algo já visto em Cumbe, uma espécie de ensaio desta nova obra de fôlego, com mais de 400 páginas.

Interessante avaliar que personagens importantes não são romantizados ou elevados a um status“mitológico”, a exemplos de Ganga Zumba (1630-1678) e Zumbi (1655-1695). São líderes fortes, porém humanos, falhos, cada qual com sua personalidade definida e bem distantes daqueles conceitos vazios e céleres de alguns livros didáticos de História.

Destaque também para os “coadjuvantes dos coadjuvantes” desses livros escolares, como Antônio Soares, braço-direito de Zumbi e que tem um papel mais efetivo no álbum. Sem se atrapalhar com a alternância narrativa, o autor revela motivos e trabalha elementos que ajudam a edificar esses personagens.

O papel da Igreja também é posicionado na visão do autor, em muitos momentos com passividade com relação à defesa do “cristão”, que muitas vezes se cansa de “oferecer a outra face” ou tem a alforria apenas no papel.

Acompanhando a narrativa, a arte é igualmente dinâmica, apesar de ter uma ou outra desproporção ou “engessamento”. D’Salete estendeu a sua pesquisa iconográfica por retratos feitos por nomes como Frans Post (1612-1680) e Albert Eckhout (1610-1665), que estiveram na região pernambucana no Século 17.

Há duas passagens que chegam a incomodar: uma coincidência praticamente impossível de se livrar de amarras em uma corrida e a outra, na verdade, não deixa tão claro o quanto foi sutil ou ardilosa a estratégia da construção de uma cerca bem debaixo do nariz das torres de vigilância do quilombo.
Com excelente revisão, a edição da Veneta tem capa dura, formato 23,2 x 15,8 cm, papel pólen e extras como bibliografia, cartografia, cronologia de Palmares e um glossário, no qual sabemos a origem de termos tão regionais como cafundó, arraial e brenhas.

O projeto foi contemplado pelo ProAC – Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura de São Paulo para criação de quadrinhos. Recentemente, a obra ganhou o Grampo de Ouro de Melhor do Ano, premiação promovida pelos sites Vitralizado e Balbúrdia.

Ganhando o mundo, o álbum terá edições na França, Alemanha, Portugal e Polônia, além de uma publicação norte-americana pela Fantagraphics.

Angola Janga é uma forma de fortalecer a identidade não só àquelas pessoas do passado, mas aos brasileiros de hoje que lutam pelos seus direitos e pelo respeito diante desse sempre visível apartheid moderno.

Por mais batido que seja o conceito de compreender o presente, deve-se olhar para o retrovisor do passado. A obra vem para somar ao debate e à discussão sobre a diversidade e herança nacional, atentando sempre pelo “pé atrás” na História julgada como verdadeira – como dizia o pensamento atribuído ao escritor britânico George Orwell (1903-1950) – aquela “escrita pelos vencedores”. 


terça-feira, 27 de março de 2018

Evento - Geek City abre vendas para 2018 - Curitiba - PR.


O evento acontecerá nos dias 31 de agosto, 1 e 2 de setembro

Os ingressos para o Geek City, o maior evento de tecnologia e cultura pop do sul do Brasil, idealizado e produzido pela Seven Entretenimento, já estão à venda. O evento acontecerá nos dias 31 de agosto, 1 e 2 de setembro, no Expo Renault Barigui, em Curitiba e promete trazer grandes personalidades do entretenimento mundial, campeonatos de e-sports, painéis com as principais distribuidoras de filmes, além de uma novidade, a Galeria de Artistas, onde quadrinistas reconhecidos nacionalmente poderão apresentar seus trabalhos.

Atenção: ingressos promocionais limitados até dia 08 de abril. Garanta já o seu!

Sobre a Seven Entretenimento – A Seven Entretenimento é uma das principais empresas de entretenimento do Brasil. Instalada em Curitiba, vem modernizando o mercado artístico e cultural inovando nas áreas de investimento e negócios dirigido ao lazer.

A Seven já desenvolveu mais de 1.500 eventos ligados à área de entretenimento e oferece produtos como exposições, shows, turnês, feiras e eventos esportivos.

Alguns dos maiores eventos que passaram pelo sul do Brasil nos últimos anos tiveram a marca da Seven Entretenimento em sua realização, como os shows internacionais Maroon 5, Green Day, Iron Maiden, Katy Perry e Andrea Bocelli; os maiores nomes da música nacional, como: Ivete Sangalo, Marisa Monte e Roberto Carlos; os espetáculos Cirque Du Soleil, Circo da China e Disney On Ice; musicais infantis da Disney; simpósios e eventos exclusivos como Footecon e Risológico; o maior evento de tecnologia e cultura pop do sul do Brasil, Geek City, entre muitos outros.

SERVIÇO
GEEK CITY
Data: De 31 de agosto a 2 de setembro de 2018
Local: Expo Renault Barigui
Cidade: Curitiba / PR

Ingressos a venda: Lote Promocional a partir de R$ 45,00 até o dia 08/04.
Site Oficial: www.geekcity.com.br
Redes social: Facebook /geekcityoficial | Instagram @geekcityoficial | Twitter @geekcityoficial
Realização: Seven Entretenimento

Fonte: Imprensa – Anna Carolina Amaral – (41) 3523-0760.

segunda-feira, 26 de março de 2018

Herói Papo Amarelo de Moacir Torres completa 28 anos de criação


O herói Papo Amarelo foi criado pelo cartunista e escritor Moacir Torres em 1990, a exatamente 28 anos atrás.

Sua primeira aparição foi no Fanzine “Rancho 02” em 1993, e em 2008 foi criado o blog do herói (http://papo-amarelo.blogspot.com.br), onde vários artistas brasileiros fizeram suas versões.

O papo Amarelo já participou de algumas coletâneas como a “Revista Protocolo A Ordem”, lançada em 2016 e “Os Sete” publicada em 2017.

Em 2015 foi lançada a 1ª edição da Revista em quadrinhos com desenhos e capa de Marcos Gratão. Em 2016 aconteceu a reedição da nº 01 com a capa de Daniel Hdr.

No início de 2018 foi lançada a Edição de nº 02 com HQs desenhadas por Sebastião Seabra e Júlio Magah e capa de Silvio Ribeiro II.

sexta-feira, 23 de março de 2018

Herói Lagarto Negro comemora 20 anos de criação - Gabriel Rocha

Divulgação

Lagarto Negro é um personagem brasileiro do gênero super-heróis. Ele foi criado pelo advogado Gabriel Rocha em 1998, quando ainda era estudante, para inaugurar a reestreia da publicação Impacto.

Em 2018, o personagem comemora 20 anos de publicação, com títulos publicados em parceria com diversas editoras nacionais – Universo Editora de Publicações IndependentesJúpiter IIPADA – Produtora Artística de Desenhistas AssociadosSG Arte VisualSyndicate InkAQL – Associação dos Quadrinhistas de Londrina e Kan Editora.

Ao longo do tempo, o Lagarto Negro participou também de diversos encontros de heróis promovidos por autores independentes, como Heróis na Berlinda, Campo de Batalha, Heróis Brasileiros: A Ordem e Protocolo: A Ordem e A Guerra Cósmica dos Super-Heróis Brasileiros.

Ainda para este ano, como parte das comemorações de 20 anos do personagem, ele será publicado na Argentina, ao lado do herói local Sol de Plata. E movos projetos em quadrinhos estão em andamento.

Atualmente, o Lagarto Negro é publicado pela Editora Kimera, na revista Lagarto Negro Especial (formato americano, 32 páginas), que pode ser adquirida no site da editora.

E, segundo o autor, em breve, o personagem também ganhará uma versão em game para desktope celular e serão produzidas estatuetas do herói.


quinta-feira, 22 de março de 2018

Curta de animação do super-herói brasileiro Resistente é lançado na web.

Divulgação

Criado em 2012, o super-herói brasileiro Resistente acaba de ganhar um curta-metragem de animação, produzido por Juliano Rocha e Igor Luchetti e animado por Gilson Junior, conhecido como Killerjabuti, ilustrador e animador atuante no YouTube. O curta tem duração de 1 minuto e foi lançado no canal oficial do herói.

A ideia de transformar o Resistente em um personagem multimídia não é de agora, no entanto, quando se trata de super-herói brasileiro, ainda há muita resistência de todos os lados, além de ser muito difícil fazer algo com a qualidade que sempre almejamos. A proposta agora é ampliar o trabalho no audiovisual e para isso estamos em busca de parceiros”, afirma Juliano, criador do Resistente.

Nos quadrinhos, o personagem já conta com três edições publicadas, que inclusive podem ser lidas gratuitamente no site. O lançamento da quarta edição está previsto ainda para o primeiro semestre de 2018.

A animação consiste numa apresentação visual muda do personagem principal e demais personagens que fazem parte de seu universo, traz muito a atmosfera de um teaser, fica a expectativa de futuros episódios de uma serie do herói.

Assista abaixo a animação ou Clique aqui para assistir direto no youtube.

Mais informações: http://resistente.net/
Fonte: ZineBrasil

quarta-feira, 21 de março de 2018

Estúdio EMT lança nova revista da Turma do Gabi com HQs Inéditas.

Divulgação

O Estúdio EMT lança pela Kindle/Amazon sua nova revista em quadrinhos com aventuras inéditas da Turma do Gabi.

Neste ano, a turminha completa 43 anos de criação.

A nova publicação traz 22 páginas coloridas, com seis aventuras inéditas da turminha do bem que conquista o Brasil e a Europa por meio de revistas, livros e animações.

Nesta edição, o autor faz uma homenagem aos personagens de quadrinhos brasileiros produzidos independentes na HQ “Bacana – Louco por Gibis”.

Criada pelo cartunista e escritor Moacir Torres em 1975, a Turma do Gabi circulou nos principais jornais e revistas infantis do País por várias gerações, consolidando sua marca e sendo apontada como a quarta mais conhecida turma dos quadrinhos brasileiros” até hoje.

Roteiros e Lay out: Júlio Magah
Desenho/Arte/Cor: Moacir Torres
Capa: Nestablo Ramos

Para adquirir a nova revista basta acessar o link: https://www.amazon.com.br/dp/B07BLZ3SHN

SERVIÇO:
Turma do Gabi – 2018
Autor: Moacir Torres
Editora: EMT/Kindle/Amazon

terça-feira, 20 de março de 2018

Catarse - O Devaneio no Jardim, HQ focada no Holocausto, entra no ar dia 26 de março

Divulgação

Fugindo do nazismo que se alastrava pela Europa no final da década de 30, Thomas embarca numa jornada incerta. Acaba parando em uma floresta misteriosa, habitada por animais falantes e vaga em busca de uma saída. O caminho se torna menos estável quando ele descobre que o lugar vive sob uma ameaça constante, e que ela pode impedir o seu regresso.

Essa é a sinopse do projeto “O Devaneio no Jardim “, criado pelo carioca Márcio Willian, ilustrador e quadrinista, que apresentou o projeto como conclusão de seu curso de Designer.

A História em quadrinhos é ambientada na Segunda Guerra Mundial e tem como foco o Holocausto. O enredo mistura fantasia e realidade, trabalhando com metáforas e promete instigar o público fazendo-os olhar para os acontecimentos históricos de uma forma diferente.

O Projeto “O Devaneio no Jardim” será lançado em uma plataforma de financiamento coletivo, o Catarse, no dia 26 de março e terminará no dia 30 de abril.

No site oficial do projeto, já é possível acompanhar algumas das recompensas que estarão no Catarse.


segunda-feira, 19 de março de 2018

Revista Japy procura colaboradores para viabilizar publicação

Divulgação

O projeto da revista Japy reúne nove artistas e três convidados especiais em uma revista no formato 16,5 x 25 cm, com 64 páginas, apresentando nove histórias ligadas pelo mesmo tema, mas com estilos criativos diferentes.

O tema desta edição é tudo é finito, definido por votação entre os participantes, com total liberdade para criação. O leitor confere histórias que mostram como a vida é importante, sejam fatos que levaram uma vida inteira para acontecer, um dia inteiro ou até mesmo aqueles cinco minutos que fazem toda uma vida ter sentido.

Além disso, cada artista fará uma ilustração da capa da história de seu colega, uma livre interpretação baseada no que ele leu e viu, sem interferência do autor da HQ.

Para viabilizar a publicação, o título está na plataforma coletiva Catarse – confira aqui as recompensas e participe. Os autores desta edição são Ede Galileu, Cristofer Machado, Dadí, Sander Antonelli Jr., Denis Miranda, Hugo Nanni, Lexy Soares, Alexandra Vieira, Silvio Romão, Michel Ramalho, Valdir Costa e Carlos Ruas.